terça-feira, 11 de março de 2008

Que vergonha!!!



Arrumamos tempo para tudo, mas virmos aqui falar do Senhor...nada!!!



Nosso último post foi 12/02...pode isso?Não venha eu dizer que o Senhor não falou comigo nesse "1 mes"!!!!
Falou....falou sim...e muito!!!




Hoje vou deixar um devocional para meditação e claro, mudança na vida da gente!!!





Palavras que Ferem

Quem quiser amar a vida e ver dias felizes, guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade.
1 Pedro 3.10

Há pessoas que estão acostumadas a comentar a vida alheia. Parece ser uma incoerência, mas entre os cristãos é um hábito muito comum, apesar de Deus ter deixado bem claro na Palavra que abomina tal conduta (Provérbios 6.19). Tal hábito é uma enfermidade que controla nossa mente e emoção e desperta em nós um espírito que pode nos destruir (Provérbios 26.24,25).
Tal enfermidade é gradativa. Há sintomas que se alastram e que podemos reconhecer claramente; são sinais de alerta que devem nos levar ao arrependimento e à busca de cura.
Pouco a pouco desenvolvemos uma amargura e revolta contra determinada pessoa, às vezes mesmo sem ela ter nos ferido diretamente. Assumimos postura de juízes em um assunto que é inteiramente da responsabilidade de Deus. Não contentes com isso, procuramos recrutar outros e tentamos descobrir mais fatos, atitudes, palavras negativas envolvendo a pessoa que é nosso desafeto, com o objetivo de deturpar ainda mais a sua imagem. Por fim, no auge da contaminação do coração, aquietamos nossa alma com a justificativa arrogante e equivocada de que estamos fazendo a vontade de Deus, ao invés de reconhecer que estamos abrindo uma enorme brecha para que seu santo nome seja blasfemado entre os não-cristãos.
Há cura para este mal?... para Deus não haverá impossíveis. Ele deixou em Sua Palavra o antídoto para esse veneno, citado na Palavra como maledicência.
O que o Senhor quer dos seus santos?
...daqueles que pretendem ter uma vida séria com Ele?
Que resguardem suas línguas do mal, evitando falar dolosamente (Tito 3.1,2); que rechacem os comentários maldosos com firmeza (Provérbios 25.23 e 1 Pedro 2.12). Se acontecer alguma calúnia, sempre se deve procurar a reconciliação (1 Coríntios 4.13).
Sabemos que não é fácil controlar a língua, e que essa é uma área da vida que temos que cuidar com muito zelo. É necessário estar sempre atento para não cair nas ciladas de satanás (Apocalipse 12.10). É gratificante e compensador saber que os santos são abençoados por suportarem comentários maldosos (Mateus 5.11).

Pense Nisso:
O desafio do Salmo 15.1-3 deve estimular-nos a obedecer ao Senhor, lutando para resguardar nossa língua da tentação satânica da injúria, da calúnia, da maledicência: Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no Teu santo monte? Aquele que é íntegro em sua conduta e pratica o que é justo, que de coração fala a verdade e não usa a língua para difamar, que nenhum mal faz ao seu semelhante e não lança calúnia contra o seu próximo.

Tenham uma ótima terça-feira....
Carinhosamente
Paula Beça




Nenhum comentário: